Evangélicos transformam vagão de trem em “igreja móvel”
11/10/2017 - 8h59 em Novidades

O vagão do trem em Nairobi leva os passageiros todos os dias para o trabalho, mas o pregador tem esperanças que também os leve para Deus. A viagem começa nas primeiras horas da manhã no subúrbio de Ruiru, a cerca de 40 quilômetros da capital do Quênia. Nos últimos cinco anos, a linha viu um número crescente de pastores fazer pregações para as centenas de trabalhadores que a utilizam todos os dias para irem para o trabalho. Com o tempo, a congregação improvisada se mostrou interessada em ouvir o evangelho. Por isso, um segundo vagão passou a ser usado como “igreja móvel” todos os dias. A viagem dura cerca de uma hora. As pessoas cantam, dançam, batem palmas e depois escutam um breve sermão. Jane Wanjiru, que frequentemente participa dos cultos e ocasionalmente até prega no trem, testemunha que muitos daqueles passageiros não costumavam orar nem ir à igreja. “Neste caso, a comunhão que temos no vagão se torna uma boa alternativa”, disse ela. Nas paradas que faz, o trem pega passageiros em bairros da classe média e favelas. Quando chega no fim da linha, na Estação Ferroviária Central da capital, geralmente há pessoas que já aceitaram Jesus ou receberam orações e foram curadas, garantem os pregadores.

COMENTÁRIOS